O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) alterou suas regras de cobertura para depósitos bancários e aplicações em renda fixa (veja lista de produtos garantidos). As mudanças foram aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Investimentos feitos a partir de 22 de dezembro de 2017 continuam a ser garantidos em R$ 250 mil por CPF e instituição, mas passa a existir um teto de R$ 1 milhão pelo período de quatro anos.

 Se antes um investidor podia ter uma quantia ilimitada coberta pelo FGC - desde que respeitasse o limite de R$ 250 mil por instituição -, para as novas aplicações essa garantia está limitada ao teto global de R$ 1 milhão por CPF. Ou seja, o FGC passa a considerar as aplicações que um mesmo CPF tem em diversos bancos e garante a soma de R$ 1 milhão.

Saiba mais detalhes sobre o novo limite de garantia do FGC.

Atualmente, essa mudança não afeta nenhum dos atuais clientes Magnetis. No futuro, à medida que seus títulos de renda fixa forem vencendo, será necessário realocar os recursos em outros títulos e, assim, considerar a nova regra. 

Nossos algoritmos já calculavam o montante que podia ser investido em cada título de renda fixa, considerando capital e rendimentos de até R$ 250 mil por instituição emissora. Agora eles também consideram o limite global de R$ 1 milhão por CPF para fazer essas aplicações ao longo do seu plano de investimentos.

A Magnetis oferece soluções personalizadas de investimento de acordo com o seu perfil. Entre em contato com nossos consultores de investimento para saber como adequar seus investimentos ao novo limite do FGC e investir com segurança.

Encontrou sua resposta?